[Diga sim!] O vestido!

Oi gente!
Faz tempo que eu não falo sobre casamento, então um breve aviso aos novos navegantes: vou me casar em breve e não sou aquela mulher que sempre sonhou com o casamento. Então, planejar o meu tem sido um grande aprendizado! Hoje venho falar sobre uma das coisas mais legais da check list do casamento: achar o seu vestido! O post ficou bem longo, mas convenhamos que esse é um assunto meio importante rs.

Se você é que nem eu e odeia experimentar roupas, e treme frente à ideia de ficar horas numa loja experimentando trocentos vestidos, fique mais tranqüila: não é nem de perto tão ruim quanto comprar roupas normais. Porque é quando você se olha no espelho, vestida de noiva, que você pára de se IMAGINAR como uma e passa a se VER como uma. E cai a ficha de que você vai ter um dia lindo, no qual você vai se juntar à pessoa que você mais ama, e que você vai estar linda, e que com certeza vai ser um dos dias mais felizes da sua vida porque você, naquela sala de loja, já está absurdamente feliz.

 

Momento bycha off agora rs. Vamos às dicas!

 

Budget

 

Primeiro, como sempre, pense no quanto você quer gastar. Isso envolve (também como sempre) fazer uma pesquisa primeiro, para ter noção dos preços que o mercado oferece. Não adianta você decidir que vai gastar R$500 no seu vestido, se você quer alugar um que seja de festa e todas as lojas começam em R$2000. Claro que há lojas mais baratas, e você pode optar por um vestido mais comum (depende do tipo de casamento que você quer), mas sejamos realistas: em São Paulo, as coisas são caras. Então pense no quanto você pode gastar, mas sabendo que muito pouco provavelmente não vai ser.

 

Referências

 

Depois, dê uma olhada em vestidos em revistas, em sites de lojas, no Pinterest, etc. Mas mantenha a mente aberta. Olhar referências ajuda na hora de experimentar, mas vai ter coisas que na foto você acha feias e quando coloca no corpo, você gosta. Tenha uma noção de que modelo de vestido você quer, mas não seja cabeça-dura rs.

 

Escolhendo a loja

 

Aí, vá à caça! Mas poupe trabalho: eu fui muito sortuda, porque achei meu vestido na segunda loja que eu vi, logo no primeiro dia em que eu fui experimentar. No entanto, acho que o que contribuiu para eu achar meu vestido logo é eu já ir direto em lojas que tinham potencial para mim.

 

Primeiro, saiba que há dois jeitos de ser atendido em lojas de noivas: você pode ser levada à uma sala fechada, onde ficarão só você, sua mãe/amigas e a(o) vendedora(o), ou você pode ser atendida “no meio da loja”. Além disso, pode ser que a loja marque horário com você, então assim que você chegar vai ter alguém designado para te atender, ou não, você vai chegar e esperar um vendedor estar disponível.

 

A rua São Caetano, em Sampa, é conhecida como a “Rua das Noivas”, pois lá há várias lojas de vestidos (mas não são tantas quanto eu imaginava). Lá a maioria das lojas é do tipo sem horário marcado + sem sala reservada. Eu fui na Center Noivas da Rebouças e eles me disseram que a única diferença entre eles e a Center Noivas da São Caetano é que na Rebouças tem as salas e horário marcado, e na São Caetano, não.

 

Muitas lojas também só marcam horários durante a semana, e não aos sábados. É o caso da Black Tie, também na Rebouças, que tem as salas, mas se você for de sábado vai ter que esperar uma vendedora (lá o atendimento de mulheres é feito só por vendedoras e de homens só por vendedores).

 

Então pense no tipo de atendimento que você prefere: eu ODEIO ficar indo  de loja em loja, no meio de uma muvuca de gente, pra fazer compras. Prefiro gastar um pouco mais e ter paz a ir pechinchar no meio de uma multidão. Então minha frescura fez com que eu fosse numa quinta à tarde, com horário marcado, em lojas nas quais eu ficaria em paz numa sala só para mim. Isso fez com que eu não ficasse de mau humor e me sentisse bem, fazendo com que a experiência fosse muito legal.

 

Olhe também os sites das lojas e veja quais delas têm vários vestidos que você gosta. É mais garantido ir naquela que tem vários bonitos do que na que só tem um ou dois legais, e os outros você detestou. As lojas têm certo estilo, então a Center Noivas tinha vestidos mais extravagantes (bonitos, mas que eu não gosto), enquanto a Black Tie tinha vestidos mais discretos e elegantes. Conclusão: eu não quis experimentar vários vestidos da Center Noivas, porque não gostava de jeito nenhum, enquanto todos os da Black Tie que eu experimentei eram lindos na minha opinião.

 

Arrisque. Eu achei que a Black Tie ia ser caríssima, mas eu fui mesmo assim. Pensei que pelo menos eu podia descobrir melhor meu estilo, e depois ir na São Caetano com mais foco. Mas a Black Tie tinha os mesmos preços que a Center Noivas (cujas lojas da Rebouças e da São Caetano têm preços iguais), e no fim o vestido pelo qual eu me apaixonei na Black Tie custava ⅓ do que eu tinha achado mais bonito no Center Noivas. Vai saber! Você vai contar seu budget pra vendedora e ela já vai trazer vestidos só na faixa que você quer, então tente.

 

Levando “azamiga”

 

Todos os sites que eu li sobre como escolher seu vestido falaram: menos gente é melhor. Leve poucas pessoas, aquelas que te querem bem: elas vão ajudar com opiniões baseadas no que você gosta, e não no que elas mesmas gostam. Um monte de gente só vai confundir você, vão ser tantas opiniões que você vai acabar não conseguindo formular a sua.

 

Vestidos, vestidos e mais vestidos

 

Conte à vendedora aquilo que você acha que gosta e acha que não gosta, mas confie nela (ou nele). Eles têm muita experiência e podem sacar seu estilo melhor do que você mesma. Então, mesmo que você tenha bem estipulado o que quer, dê a eles uma chance e experimente alguns vestidos diferentes do que você tinha pensado. Você pode se surpreender!

 

Eu, por exemplo, odeio brilho. Mas quando experimentei vestidos que não tinham brilho nenhum, achei eles muito pouco glamurosos (ui!) para um vestido de noiva. Pense que aquele vai ser o seu dia: em termos de roupa, você vai ser a pessoa mais importante da festa, seu vestido não pode ser sem graça :P. Acabei escolhendo um vestido que tinha alguns brilhos só no busto, mas nenhum na saia, então era elegante mas não “cheguei” haha.

 

Segundo aluguel

 

As lojas oferecem a opção de você alugar um vestido totalmente novo ou um que já foi usado uma única vez. O segundo aluguel é obviamente bem mais barato que o primeiro, e a única questão é que eles vão ter que ter o vestido disponível (talvez o modelo que você gostou é novo e ninguém nunca usou, ou a única pessoa que usou é muito menor que você, aí não dá para alugar usado). O segundo aluguel vai ter menos barra sobrando, porque alguém já cortou, mas a vendedora só trará aqueles que podem ser ajustados para o seu corpo.

 

Veja se o vestido está ok. Ele provavelmente estará, porque todos são revisados e recosturados quando retornam à loja. Os vestidos da Black Tie de segundo aluguel são tão perfeitos que nós nem sabíamos que eles não eram novos. Mas não se preocupe: a vendedora sempre falará para você se ele é de segundo aluguel ou não.

 

Taxas extras

 

As lojas podem cobrar a mais pelas provas de vestido (perto do seu casamento, você irá lá para a costureira ajustar o vestido em você), e também podem cobrar uma “taxa de lavanderia”. A Center Noivas cobra R$140 da última. Já a Black Tie não cobra nada extra: todos os custos estão inclusos no preço do vestido, então você não terá surpresas depois.

 

Encontrar o vestido perfeito

 

Tem muito vestido por aí, então não se submeta a um mais ou menos. Você se olhou no espelho e o vestido era lindo, “mas…”: deixe pra lá. Muitas vezes eu nem conseguia definir qual era o problema, mas eu não achava que era aquele. Não é uma decisão racional. Eu fui com medo de que essa história de que quando você encontra o vestido você sabe e se emociona só acontecesse em filme. Não sei se acontece com todo mundo, mas surpreendentemente (porque eu sou muito racional) aconteceu comigo. Acho que é quando o vestido é perfeito E bate com quem você é que você se olha no espelho e sabe que aquela é você “no modo noiva” rs. Eu olhei pra minha mãe e ela estava sorrindo, e a amiga dela tinha até lágrimas nos olhos, e eu mal podia acreditar, mas era aquele! Aquele era lindo e combinava com o meu jeito, com o meu gosto, era eu. Não chorar nem um pouco é até difícil :).

 

Mas tem gente que gosta de um vestido e a mãe/ a amiga não. Aí, lembre-se de que quem vai casar é você, e que você tem que se sentir linda, confortável, confiante, os outros que se danem. Levar outras pessoas ajuda muito, mas no final a decisão é somente sua.

 

Divirta-se!!

 

Escolher o vestido é um momento muito gostoso, talvez a coisa mais legal de todas antes do casamento. Não se estresse e curta essa experiência única ao lado daquelas que você ama. E prepare-se que a noite do dia em que você achou o vestido você mal vai conseguir dormir de empolgação :D.

 

Até a próxima, gente!
Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s