Jardinagem: plantando flores em vasos

Oi gente!

No último post de jardinagem eu falei para vocês sobre alguns termos importantes que eu aprendi. Hoje eu darei mais dicas sobre como plantar flores em vasos!

Assim como no post anterior, as informações desse eu aprendi no site Growing Anything. Para quem entende inglês, eu recomendo dar uma olhada lá! Eu vou falar sobre o plantio de flores dentro de casa, em vasos, que é o que eu consigo fazer. Infelizmente não saberei ensinar vocês sobre como plantar em um jardim, pois eu não tenho um! :(

A vantagem de se cultivar plantas dentro de casa é que, como o ambiente é controlado, você pode plantar na época do ano em que quiser. Os passos são:

  1. Escolha o vaso: os vasos podem ser de plástico, terracota, madeira ou pedra.  O tamanho deve ser suficiente para comportar a planta crescida, ou você terá que trocar de vaso depois. É importante que ele tenha boa drenagem, para não acumular água, como alguns furos na base. Além disso, ele pode ter sistemas de “auto-irrigação”, como um pratinho embaixo no qual você colocará a água, e planta decidirá o quanto puxará (melhor do que regá-la por cima). Lembrem-se que é bom colocar areia nesses pratinhos em locais com risco de dengue, para não deixar água parada! Se você plantar num vaso meio feio, pode colocá-lo dentro de outro vaso, mais bonito (chamado de cachepô). Esses vasos mais bonitos costumam não ter furos embaixo, então fique atento para não colocar água demais na planta.
  2. Encha o vaso com terra: informe-se na loja em que comprar suas sementes o tipo de terra ideal para sua planta. Encha o vaso deixando de 1 a 2,5 cm de espaço no topo.
  3. Nivele a terra: dê batidinhas para a terra ficar “reta”. Não a pressione muito, pois deve haver ar no meio para a planta respirar e captar água.
  4. Distribua as sementes: tente espalhá-las o melhor possível, para as plantas não crescerem muito próximas. Para algumas espécies você deve fazer uns buracos na terra e colocar as sementes dentro.
  5. Cubra as sementes de acordo com a espécie: algumas requerem cuidados especiais, outras você simplesmente coloca um pouco mais de terra em cima e outras não devem ser cobertas. Geralmente o pacote de sementes vem com instruções!
  6. Regue levemente: use um spray ou aqueles regadores dos quais saem vários jatos de água fininhos ao invés de um montão de água tipo uma mangueira. Algumas espécies podem precisar que você as cubra com plástico até elas germinarem.
  7. Mantenha a terra úmida, nem seca nem encharcada: enfie o dedo na terra para saber como ela está. Regar as plantas demais pode matá-las tanto quanto regar de menos!

Essas são as recomendações gerais que o site dá. Para quem está começando como eu, acho bom fazer uma pesquisa (na internet, ou falando com alguém de uma loja especializada) sobre quais espécies são fáceis de criar em casa. Tem várias flores que são “duras de matar” (ahn ahn ahn? rs) e simples de cuidar. Isso varia de lugar para lugar, já que crescer espécies típicas na sua região costuma ser mais fácil. Pesquisar antes sempre vale a pena!

Vocês também podem procurar por kits que já vêm com todos os materiais necessários, principalmente a terra adubada e apropriada para a espécie. Eu comprei um aqui na Inglaterra com temperos e agora comprei também 3 flores de uma coleção super fofa, da Julie Dodsworth. Eu escolhi lavanda, margaridas e “forget me nots” (existe uma planta em português chamada “não me esqueça”?). São essas daqui:

jd1

Como todos os kits de “cresça você mesmo”, esses vêm com instruções de como plantar. As instruções eram: colocar a terra no vaso, molhá-la para ficar úmida (mas não com água empoçada em cima), distribuir as sementes e cobrir com um pouco mais de terra. No caso das sementes de margarida, eu tive que cortar bem o envelope e tomar cuidado, porque as sementes são bem pequenininhas e ficavam grudadas nos cantinhos do envelope.

jd2jd4

Deixei os vasos no parapeito da janela da minha sala, onde bate sol de manhã. Espero que as flores cresçam! Depois de ter comprado, eu li que lavanda costuma ser difícil de crescer da semente. :/ Vamos ver no que dá!

Esses kits da Julie Dodsworth têm alguns pontos positivos e outros negativos: o legal é que os vasinhos são lindos; de cerâmica, com desenhos e o nome da flor na borda interna. Se as plantas não crescerem, ainda assim dá pra usar eles de decoração. Outra coisa boa é que veio bastante terra, mais do que o necessário, ao contrário do kit de temperos que eu comprei em que veio terra suficiente para 3 dos 4 vasos.

O ruim é que esse não é o jeito ideal para plantar flores. Como os vasos não têm furos embaixo, você tem que tomar um cuidado tremendo para não colocar água demais, porque não tem por onde o excesso sair. Então vai ser bem mais difícil de não matar as plantas! Além disso, os vasos são bem pequenos (têm 10 cm de altura e 8,5 cm de diâmetro), então se as plantas crescerem, eu provavelmente terei que mudá-las para vasos maiores.

jd3

No geral, como são kits carinhos, eu acho que não valeu a pena tê-los comprado. Mas paciência. A gente nem sempre acerta quando compra alguma coisa, né?

Deixem nos comentários se vocês estão gostando desses posts sobre jardinagem! :)

Até a próxima!

Anúncios

Uma ideia sobre “Jardinagem: plantando flores em vasos

  1. Pingback: Update: jardinagem | Acetilcolina

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s