Uma arte de corpo, mente e espírito: Aikido

Oi gente!
Hoje vou falar de algo diferente (vulgo algo que não sabonetes rs): o Aikido, uma arte marcial que venho praticando há mais de três anos, e da qual eu gosto muito.

O Aikido (ai = amor, ki = energia, do = caminho) é uma arte marcial criada no início do século XX pelo sensei Morihei Ueshiba e que é mais do que um conjunto de técnicas, mas sim uma filosofia de vida. O princípio que permeia o aikido é o de não ir contra uma força adversária a você, e sim desviá-la, usando a energia contida nela mesma para guiá-la aonde você quer. Isso quer dizer que, em termos de técnica, no aikido não se usa força, nunca: se um adversário vem te dar um soco, você não usará sua força contra a dele, e sim aproveitará o movimento dele para desviar o soco e derrubar seu oponente no chão, interpretando o sentido da energia para, utilizando movimentos geralmente circulares, explorar os pontos de desequilíbrio dele e imobilizá-lo ou mandá-lo para longe sem usar esforço algum. Em termos de filosofia de vida, o aikido prega que não confrontemos alguém que nos está atacando (mesmo que verbalmente), e sim desviemos a energia dele, chegando a um acordo sem usar nossa força ou nos exaltar.
Assim, o aikido é uma arte marcial excelente para quem quer aprender alguma sem se machucar. A política é de que seu colega é alguém que bondosamente lhe está emprestando seu corpo para que você possa praticar. Por isso, antes de cada técnica, pedimos “por favor” (em japonês) ao colega, e “muitíssimo obrigado” ao terminar. Ninguém machuca o outro. Não há competição (nem na aula, nem campeonatos). Ninguém está praticando aikido para superar o colega, e sim para superar a si mesmo. O clima da aula é tranqüilo, de respeito, principalmente por aqueles que têm alguma limitação (como eu, que tenho problema nas costas). Você treina em paz, num ambiente agradável, onde todos querem evoluir juntos, e não bater uns nos outros. As mudanças de faixa são feitas por exames nos quais uma banca fala o nome das técnicas e você tem que fazê-las, e não competindo com outras pessoas.
Essa arte marcial tem sido ótima para mim. Por ter escoliose, eu não posso levantar peso e nem forçar demais minha musculatura. No aikido, como não usamos a força, isso não acontece. Além disso, eu treino a perder o medo de cair, e a fazê-lo de modo correto, o que diminuiu muito as vezes em que eu caí e machuquei as costas. É claro que, como toda arte marcial, o aikido também te dá uma segurança de ter noção de como se defender, apesar de (como toda arte marcial, again) ter suas falhas.
O aikido tem no geral duas “vertentes” em São Paulo: a União Sulamericana de Aikido, da qual meu Dojo  (minha escola) faz parte, a a Federação Paulista de Aikido (FEPAI). As duas treinam aikido, com as mesmas técnicas, apenas algumas variações (que ocorrem também entre senseis da mesma entidade, então é normal). A União é ligada ao Kawai-sensei, falecido há pouco tempo, que é quem trouxe o aikido do Japão ao Brasil. A FEPAI é ligada, se não me engano, a discípulos do Kawai-sensei, de modo que não haja grande diferença entre as duas, até onde eu percebi (por favor notem que eu ainda sou muito “verde” em aikido para saber profudamente qualquer coisa!). O chato é que os exames das duas são um pouco diferentes (a ordem das técnicas), então se você começar numa e mudar para outra, terá que fazer os exames de novo.
Eu treino na Taiyo Dojo, próximo à USP (confiram o site, tem até uma foto minha treinando! = b). Adoro lá! Cada dia é um sensei (professor) diferente que dá aula, o que é legal porque cada um tem seu estilo, e isso ajuda a desenvolver o seu. Além disso, o Nagao-sensei (dono do Dojo) é uma ótima pessoa, excelente sensei e muito engraçado, ensinando cada detalhe das técnicas de maneira muito divertida. A Melina-sensei e o Gledson-sensei são um casal super legal que tem excelente didática e muita paciência, conseguindo ajudar até quem é mais travado como eu rs. Também gosto muito da aula do Richard-sensei e o Alex-sensei, que dão aulas mais dinâmicas, das quais você sai mais cansado, mas se sentindo bem pra caramba! Enfim, todos os senseis são ótimos, os alunos também, o ambiente é gostoso e o preço não é alto: R$70/mês (adulto) treinando quantas vezes por semana você quiser ou R$50/mês treinando uma vez por semana. E você pode ir experimentar de graça!
Você pode conhecer mais sobre o aikido na Aikipedia, iniciativa do meu Dojo que reúne várias informações sobre essa arte. Quem tiver interesse em conhecer um treino, me avise!
Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s